logo
 
 
 HOME > SAÚDE
 
> Conheça o departamento
Perguntas frequentes
Glossário

Programa Saúde da Família

Estratégia  prioriza pelo Ministério da Saúde para organização da Atenção Primária, que reorienta o modelo assistencial As equipes são compostas, no mínimo, por um médico de família, um enfermeiro, um auxiliar de enfermagem e 6 agentes comunitários de saúde. Cada equipe se responsabiliza pelo acompanhamento de cerca de 3 mil a 4 mil e 500 pessoas ou de mil famílias de uma determinada área, e estas passam a ter co-responsabilidade no cuidado à saúde.

A atuação das equipes ocorre principalmente nas unidades básicas de saúde, nas residências e na mobilização da comunidade,Caracterizando-se: 

- Como porta de entrada de um sistema hierarquizado e regionalizado de saúde;
- Por ter território definido, com uma população delimitada, sob a sua responsabilidade; 
- Por intervir sobre os fatores de risco aos quais a comunidade está exposta; 
- Por prestar assistência integral, permanente e de qualidade; por realizar atividades de educação e promoção da saúde.
- Por estabelecer vínculos de compromisso e de co-responsabilidade com a população
- Por atuar de forma intersetorial, por meio de parcerias estabelecidas com diferentes segmentos sociais e institucionais,
de forma a intervir em situações que transcendem a especificidade do setor saúde e que têm efeitos determinantes sobre as condições de vida e saúde dos indivíduos-famílias-comunidade.
- Quando ampliada, conta ainda com: um dentista, um auxiliar de consultório dentário e um técnico em higiene dental.
- E são implantadas através de Equipes multiprofissionais :
- Equipes Saúde da Família , Agentes Comunitários de Saúde , Equipes Saúde Bucal .
1) PROESF: Expansão e consolidação da Saúde da Família , para municípios acima de 100 mil habitantes.
2) NASF: Nucelo de Apoio a Saúde da Família - que é constuído por equipes multiprofissionais de diversas áres de conhecimento e que deve atuar em conjunto com a Equipe Saúde da Família  para melhoria no atendimento na atenção primária .

Ver Portaria nº 154 de 24 de janeiro de 2009.
LinK ; http://dtr2004.saude.gov.br/dab/nasf/php

Agentes Comunitários de Saúde


O Programa de Agentes Comunitários de Saúde é hoje considerado parte da Saúde da Família. Nos municípios onde há somente o PACS, este pode ser considerado um programa de transição para a Saúde da Família. No PACS, as ações dos agentes comunitários de saúde são acompanhadas e orientadas por um enfermeiro/supervisor lotado em uma unidade básica de saúde.Os agentes comunitários de saúde podem ser encontrados em duas situações distintas em relação à rede do SUS:

a) Ligados a uma unidade básica de saúde ainda não organizada na lógica da Saúde da Família.
b) Ligados a uma unidade básica de Saúde da Família como membro da equipe multiprofissional.
c) Estando presentes tanto em comunidades rurais e periferias urbanas quanto em municípios altamente urbanizados e industrializados.

Programa Saúde na Escola (PSE)

O Programa Saúde na Escola (PSE) é uma política de articulação e integração entre os Ministérios da Educação e Saúde, instituída pelo decreto presidencial Nº 6.286 de 5 de dezembro de 2007‏, com a ótica da atenção integral (prevenção, promoção e atenção) à saúde de crianças, adolescentes e jovens da rede pública ensino, definindo  territórios de responsabilidade conjunta no âmbito das escolas e unidades básicas de saúde.  Os municípios podem integrar esta política mediante critérios de adesão.

Em 2010, os critérios pactuados para adesão foram: municípios com Ideb/2007 menor ou igual a 4,5 e cobertura da Estratégia de Saúde da Família a partir de 70% e, municípios que possuírem escolas no Programa Mais Educação em seu território, conforme Portaria Interministerial 3.696 de 25 de novembro de 2010. 

 

Farmácia Popular do Brasil


Tem como objetivo ampliar o acesso da população a medicamentos essenciais, tais como: Hipertensão,dibetes, entre outros. Desde de  15 de fevereiro de 2011, os rem&ea
AddThis Social Bookmark Button
Política Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde
.
.
.
.

Programa Viva a Vida

Um programa que visa a redução da mortalidade infantil e materna em Minas Gerais. Tem com principal  objetivo ações de atenção a saúde da mulher, da criança e do adolescente e familia. O Centro Viva a Vida  de Referência Secundária  localizados nas Microrregiões do Estado de Minas Gerais e tem como o objetivo a assist\~encia integral à saúde sexual e reprodutiva de mulheres e homesm , dentro de  uma perspectiva de gênero e direitos reprodutivos e da assiat~encia à criança de risco.

O Nivel de complexidade dos Centros Viva a Vida São Tipo I e tipo II  e depende dos recursos humanos disponibilizados pelo municípios-pólos das microrregiões onde são instalados.

Programa Saúde em Casa

É um programa que responde em sintonia com as ações fos governos federal e municipais ao grave problema de baixa qualidade  da atenção primária à saude no Estado. Existe uma articulação  íntima entre Saúde em Casa e Viva a Vida. Existe uma complementariedade com o Programa Fármacia de Minas. Saúde em Casa visa a melhora da atenção às pequenas urgências nas Unidades Básicas de Saúde. Tem como objetivo  a redução do número de internações hospitalares  e a redução da mortalidade materna e infantil e a cobertura vacinal de 95% da populção infantil .

Programa Estadual de Saúde Bucal

Tem como Objetivo prestar serviços de maneira integral, onde as ações de proteção, prevenção, tratamento, cura e  reabilitação da saúde sejam disponibilizadas simultaneamente, de foram individual e coletiva.

Programa Farmácia de Minas

Tem como objetivo a estruturação da Rede Estadual de Assistência Farmacêutica no SUS  de Minas Gerais.

Programa Saúde na Escola

Tem como objetivo a orientação de adolescentes sobre diversos temas relacionados à saúde.

Programa HIPERDIA - Hipertensão e Diabetes

Tem como objetivo articular e integrar ações nos municípios do Estado de Minas Gerais, nos diferentes níveis de complexidade dos sitema de saúde e reduzir fatores de risco e morbimortalidade pela hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus.

Programa Mais Vida

É um programa que tem como objetivo melhorar a qaulidade de vida dos idosos.

Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional - SISVAN

Sistema de informação que visa acompanhar e monitorar as tendências das condições de nutrição e alimentação de uma população.

Programa Agita Minas

Tem como objetivo incrementar o conhecimento e o envolvimento da comunidade com a atividade física para proteção e promoção da saúde.

Política de Saúde Mental

Tem como objetivo melhorar qualidade de atendimento aos portadores de transtornos mentais através  de estruturação de uma rede assitencial em substituição aos hospitais psiquiátricos.

Programa Estadual de DST/AIDS

Tem como objetivop a promoção de ações de prevenção e assistência ás doenças sexualmente transmissíveis  e AIDS.

Programa de Atenção à Pessoa com Deficiência

Tem como objetivo formular, implantar e avaliar as Redes de Assitência às Pessoas com Deficiência do Estado de Minas Gerais.

PREVPRI - Prevenção Primária de Câncer de Colo de Útero e de Mama

Tem como objetivo , implatar, acompanhar e avaliar o serviços de prevenção do câncer de colo de útero e de mama  em Minas Gerais.

PROHOSP - Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais de Minas Gerais

Tem como objetivo  aumentar a eficiência alocativa e a otimização dos sistema de saúde em Minas Gerais. O Estado repassa  recursos financeiros aos hospitais que se comprometem a cumprir metas assistenciais de saúde e gerenciais com o objetivo de melhorar o acesso e o atendimento de uma população microrregional e macrorregional.

O SETS está dividido em 5 fases:

· Transporte E

AddThis Social Bookmark Button